A minha experiência de 3 dias de My Brute

mybrute fight A minha experiência de 3 dias de My Brute

O My Brute é, para quem não, conhece, é um dos micro-jogos de beat-em-up, vulgo por­rada, mais popu­la­res actu­al­mente. Este jogo é fas­ci­nante na medida em que é um jogo de ver, não de jogar.

Cri­ado o nosso luta­dor, pode­mos esco­lher o adver­sá­rio que que­re­mos enfren­tar, até per­fa­zer um máximo de 3 com­ba­tes diá­rios. O objec­tivo é aumen­tar a expe­ri­ên­cia e subir de nível, melho­rando os atri­bu­tos da cri­a­tura e ir rece­bendo novas armas e pode­res. Tudo somado, Isto requer de nós uns meros 8 cli­ques por dia. Nada mau. Uma vez ini­ci­ado o com­bate, pode­mos recostar-nos na cadeira e ficar a obser­var o nosso pupilo enquanto vai ten­tando dis­tri­buir um arraial de pan­cada no adver­sá­rio. Tudo isto decorre de forma bas­tante ordeira. Nada de com­ba­tes caó­ti­cos, aqui a malta é edu­cada. Os socos vão-se suce­dendo à vez, numa lógica de ora dás-tu-ora-dou-eu. Que diversão!

Após alguns com­ba­tes, subo de nível e recebo uma peri­go­sís­sima faca. Bes­tial, pen­sei, agora vou poder bran­dir esta arma branca e afu­gen­tar os meus opo­si­to­res ou, pelo menos, ganhar van­ta­gem. Engano meu! Vou eu com­ba­ter munido deste novo aces­só­rio e, para meu espanto, o meu boneco con­ti­nua a usar o soco e o pon­tapé, esquecendo-se que na algi­beira traz uma faca que pode pro­vo­car sérios estra­gos. É novo,  tenho de dar tempo ao tempo. Novo com­bate, a faca é usada como deve ser, vitó­ria fácil. Já está a apren­der, pensei.

Mais uma vez, estava redon­da­mente equi­vo­cado. Munido de uma auto-confiança inflac­ci­o­nada, ou tal­vez tendo visto os fil­mes da saga Kill Bill, come­çou a inven­tar. Em vez de par­tir para cima do adver­sá­rio cheio de raiva e de lhe cri­var a faca em cheio no cora­ção, como uma pes­soa nor­mal, resolve arremessá-la, acer­tando de ras­pão e com pouca força no adver­sá­rio. Este não se ficou a rir e pegando, na faca, virou o fei­tiço con­tra o fei­ti­ceiro, dando uma abada ao meu luta­dor. Que estu­pi­dez. Não! Eu bem me far­tei de ber­rar em ple­nos pul­mões para o moço, mas ele pre­fe­riu igno­rar as minhas ins­tru­ções. Isto é demais para mim. Ao fim do 3º dia, desisti.

Já fui muito feliz nos Aço­res — Parte 1
O post de apre­sen­ta­ção do blog…

Write a comment

Name *

E-mail *

Website

Message *

1 Comentário

  • Pirata

    Embora um pouco tarde, vou expri­mir aqui uns pen­sa­men­tos:
    Tive a tris­teza de jogar mybrute durante meses (todos os dias sem falha), tinha dois bru­tes e che­guei a nivel 12 com um e nivel 13 com outro. Umd ia fartei-me daquilo e num mais pus lá os pés :P
    Tenho que con­fir­mar que aquilo tem coisa bas­tan­tes estú­pi­das lol
    O mybrute tem um bug enorme e absurdo: podes com­ba­ter con­tra ti mesmo, num com­bate em que apa­re­ces a cor­rer, emba­tes suces­si­va­mente numa parede invi­sí­vel até mor­re­res, e no final, diz que ganhaste e que per­deste o com­bate, e tens direito a 3 pon­tos da vitória.

    07/24/09 – 16:43

Balloons theme by
Moargh.de